sábado, abril 07, 2007

Vigília Pascal

Fui à missa pela primeira vez. Não tenciono voltar.

Sendo que esta era uma das missas mais importantes do ano, se não mesmo a mais importante, estava à espera de uma coisa mesmo gira, e foi por isso que fui. Primeiro houve a coisa do fogo (Jesus é a Luz que ilumina os Homens), e ia toda a gente com as velinhas acesas. Essa parte até tinha a sua razão de ser. Mas por que é que Jesus é a Luz? Não se leu nenhuma passagem "luminosa", não se citou Jesus. Disseram prali umas coisas de "eu renuncio" e "eu creio" e pronto. Depois cantaram umas musiquinhas, que descritas numa palavra eram: horríveis (nada como "Jesus is my Rock"). Até na música conseguem pôr sofrimento...

As passagens que se leram foram a Criação, com o seu célebre versículo vegetariano (Génesis 1, 29) - mais uma vez, ignorado -, a travessia do Mar Vermelho, e a passagem da Ressureição (Lucas). De todas as passagens interessantes que podiam ter lido, foram estas que escolheram... A Criação nem vou comentar. Um discurso daqueles nos dias de hoje não tem explicação possível. A travessia do Mar Vermelho... Quanto a isto só tenho duas coisas a dizer. Primeiro, como é que não se riem quando dizem "os nossos antepassados" referindo-se aos Judeus? Mas será que alguma daquelas pessoas ali tinha sangue judeu? Segundo, como é que conciliam aquele Deus vingativo, sádico e incitador de guerras com o Deus Caritas Est de Jesus? Também não sei qual é a razão de ser de uma música ou hino ou whatever cujo refrão começa com "o Senhor é um guerreiro". Deus pareceu-me um sanguinário.

Fartaram-se de citar "S." Paulo durante a missa. Quanto a isso já disse o que tinha a dizer. Mas não consigui evitar uma certa náusea cada vez que o padre dizia aquele nonsense da epístola aos romanos...

Aliás, aquele padre parecia perito em dizer coisas horríveis. A pior de todas foi qualquer coisa do estilo: "A nossa fé começa na Páscoa, e sem ela não faria sentido. Sem a Ressureição, o Cristianismo não existiria." Hã?? O que eu temia afinal é mesmo verdade: tudo o que Jesus disse e fez antes da Paixão não tem qualquer relevância. Até se podia ter dedicado ao malabarismo que era igual. Se Jesus não venceu a morte, nenhum dos seus ensinamentos tem qualquer autoridade, nem o seu exemplo é bom - é esta a mensagem que se passa na igreja? Isto irrita-me; e faz-me sempre lembrar pessoas que só fazem certas coisas pela recompensa...

Para além da péssima homilia, também não gostei dos rituais todos. Para que é todo aquele senta-levanta-senta-levanta, e as coisas decoradas que se respondem ao padre? E o cestinho da esmola... Não era Jesus que não gostava que se desse esmola em público? (Mt 6, 1-6)

No geral, pareceu-me tudo muito vazio. E se me ponho a imaginar tudo aquilo em latim, como o Bento XVI quer... Definitivamente eu gosto tanto da Igreja Católica como de nozes rançosas, e não fosse o facto de ser dominante neste país e no mundo, estava decidida a ignorar a sua existência até ao final dos meus dias. Não pretendo com isto ofender nenhum bom católico que esteja por aqui a passar - gosto tanto de católicos como de qualquer outra pessoa.
Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, eu estou no meio deles.
(Mateus 18, 19)
Estavas lá, Yeshua? Não te vi.

4 comentários:

mizki-do disse...

BRILHANTE! a frase final....... *

Cate disse...

Não podia concordar mais. De todas as vezes que estive numa Igreja, só ouvi dizer merda. Not for me. :)

Anónimo disse...

Caríssimo,

Primeiramente lhe desejo a paz... a verdadeira paz... a de Jesus Cristo.
Gostaria de esclarecer algumas de suas perguntas feitas durante o seu texto. Primeiramente você pergunta: “Mas por que é que Jesus é a Luz?”
O próprio Jesus falou que era a Luz..."Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida". - João 8,12.
Segundo Aisten, as trevas são ausência de luz. Ou você está na luz ou nas trevas. Se Jesus é a luz, não segui-lo implica em trevas, escuridão.

Depois você cita: “Não se leu nenhuma passagem "luminosa", não se citou Jesus.”... Jesus é a Palavra. Quando se fala de fé, de amor, de Deus.... é a presença do próprio Jesus.... Não precisa citar nem o seu nome... para que fale dele. Deus é amor. Atos de amor, implica Jesus Cristo.

Depois você cita que houve alguma coisa como: "eu renuncio e eu creio e pronto”.Isto que você ouviu se chama oração de renúncia e, conseqüentemente, uma oração respondendo a anterior... Por que você renuncia?.... porque eu creio.... Quando se renuncia a Satanás... é porque se crê em Jesus Cristo.

Depois você fala: “De todas as passagens interessantes que podiam ter lido, foram estas que escolheram”.
Provavelmente você não tenha conhecimento de que todos os dias são celebradas missas e que são lidas várias passagens diferentes. Não vão ser todas as vezes que você irá a Igreja e escutará as mesmas passagens... Há uma seqüência. Mesmo assim, gostaria de acrescentar que Jesus veio ao mundo devido ao pecado de Adão e Eva. Por isso, começar a leitura de Gênesis, para que se tenha todo um contexto, uma seqüência lógica. Todas estão interligadas.
Enquanto a “A travessia do Mar Vermelho”... é provado cientificamente que isto aconteceu naquela época. O Mar Vermelho se abria em épocas e épocas. Porém, o milagre está em ter se aberto no momento que o povo de Deus passava e quando o exército inimigo tentou fazer o mesmo, ele encheu rapidamente a ponto de afogá-los.... Coincidência ou providência?

Depois você fala: "'os nossos antepassados' referindo-se aos Judeus? Mas será que alguma daquelas pessoas ali tinha sangue judeu?”
A palavra antepassados significa que vieram antes. Jesus, por exemplo, faz parte dos nossos antepassados... Todos que vieram antes de nós são antepassados... Não precisa ter sangue judeu para que não sejamos sucessores dos mesmos. Viemos depois deles.

Depois você mostra não compreender na frase: "O Senhor é um guerreiro". Sim, Ele é. Mas, como o próprio Jesus citou: Meu reino não é deste mundo, se fosse os meus súditos haveriam de lutar”.
Todo rei possui um exército. Todo exército um comandante, um rei.
"Portanto dize-lhes: Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Tornai-vos para mim, diz o SENHOR dos Exércitos, e eu me tornarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos". Zacarias 1,3
Existe um exército espiritual. Você não o verá com olhos humanos, mas com os olhos espirituais. Leia: “Armadura do Cristão”

10 No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.
12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.
14 Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;
15 E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;
16 Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.
17 Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;
18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos.
Efésios 6, 10-18

Você também diz não ter ficado satisfeito em terem citado tantas vezes São Paulo durante a Missa. Você conhece a história da São Paulo? Ele perseguia os cristãos. Juntou-se ao Rei da época e seu exército para persegui-los... matava a todos... até que conheceu o Senhor Jesus. Então, ele passou a pregar o Evangelho, a pregar o amor, que é Jesus, porque ele mesmo O experimentou. Não se pode falar bem daquilo que não se conhece... não é verdade?

Depois você fala: "A nossa fé começa na Páscoa, e sem ela não faria sentido. Sem a Ressurreição, o Cristianismo não existiria."

Com certeza, não existiria. Se Jesus não tivesse ressuscitado, não existiria Cristianismo. Ora, o homem tem a facilidade de acreditar apenas no que ver. Veja, você achou que por não falarem nas primeiras leituras no nome de Jesus, mas na Criação, Jesus não estava presente, não foi?
Porém Ele estava... Ele estava ali, porque se falava de Deus.
"Eu e o Pai somos um." João 10,30

Você precisava ouvir o nome dele para crer que Ele estava presente na leitura do Genesis.... imagina os seus seguidores...naquela época... como acreditariam em um homem que dizia ser Deus, que havia ressuscitado pessoas e não tinha poder para vencer a morte, a sua própria morte?

Depois você fala: “Se Jesus não venceu a morte, nenhum dos seus ensinamentos tem qualquer autoridade, nem o seu exemplo é bom - é esta a mensagem que se passa na igreja?”

Eu lhe pergunto: “Quem é a morte?”
Depois lhe questiono.... Sua pergunta não lembra aqueles que disseram... “Desça da cruz para que vejamos e creiamos....?” durante a crucificação de Jesus?

Depois você cita:
“Para que é todo aquele senta-levanta-senta-levanta, e as coisas decoradas que se respondem ao padre? E o cestinho da esmola... Não era Jesus que não gostava que se desse esmola em público?”
(Mt 6, 1-6)

Primeiro gostaria de louvar a Deus porque você é saudável e pode levantar-se e sentar-se nos momentos que achar necessários. Depois, gostaria de dizer que a Missa é um ritual da Igreja, aquilo que temos de mais precioso. Foi o próprio Jesus quem o pediu... “Fazei isto em memória de mim”
Acreditamos que ali, Jesus está se doando mais uma vez, por nós, no Seu Corpo e no Seu Sangue. Como você acha que deveríamos nos portar? Diante de tantas solenidades que conhecemos, por exemplo, a posse de um grande cargo... há todo um ritual... levanta e senta...responde...bate palmas... O que é isto...diante da crucificação de Jesus? Creio que é muito mais importante... por que não agir com respeito, se é um ato solene?
Lembro que a Missa é uma das coisas da Igreja. Há momentos de louvores, da partilha da palavra, de orações.... Mas a Missa é o Ápice. Damos a Deus o que temos de melhor e mais respeitoso.

Depois você conclui dizendo: “Definitivamente eu gosto tanto da Igreja Católica como de nozes rançosas”. Você já respondeu tudo.... Você não gosta da Igreja, e pelo que vi, não a conhece.... por isso não a compreende. Você quando foi a essa Missa, foi com que intenção?

Enquanto as esmolas.... não compreendi a passagem que você citou:
“Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente. E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão”
Matheus 6,1-6

Jesus não condenou o ato de dar esmolas.... Ele condenou o ato de dar esmolas e sair falando o que fez....para que todo mundo veja e diga: “Ah, aquela pessoa fez isto ou aquilo, ele é bom”.
Fazer boas obras por amor e não para ser visto pelos outros... Foi isso que Ele quis dizer. Outra coisa, a Igreja não vive de esmolas, mas de doação e da providência divina. Como Jesus se alimentava dentre seus 30 a 33 anos de vida? Ele largou tudo pelo Reino de Deus, para que Deus se tornasse conhecido. Ele vivia de doações, como a Igreja, e não de esmolas.

Finalizando você fala: “Estavas lá, Yeshua? Não te vi.”

Ele estava lá, Ele está aí.. bem aí....pertinho de você....ainda que você não O veja, ainda que não creia... Ainda que postes coisas no blog para desvirtuar ou fazer outros filhos de Deus se dispersarem... Ele está perto, melhor, DENTRO DE VOCÊ!

ELE TE AMA MUITO E TE ESPERA TODOS OS DIAS.... NA IGREJA, JUNTO COM OS IRMÃOS, COM A SUA FAMÍLIA, COM SEUS AMIGOS....ELE SE FAZ PRESENÇA DENTRO DE VOCÊ!


Que Deus te abençoe irmão,

Que todo o mal se dissipe da sua presença.

“Levanta-se Deus, pela poderosa intercessão da bem- aventurada Virgem Maria, de São Miguel Arcanjo e de toda milícia celeste....Que sejam dispersos seus inimigos e que fujam de Sua face todos que Vos odeiam!”

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Amém.

Anónimo disse...

Gostaria de conversar contigo por msn,... vm11@sapo.pt